Caiporismo

Fui desavido em desavenças.
Viver é minha desforra
(vã) – ainda que não pareça.

Assumo (só) o curso do rio
estreito, magro,
a que me reduzi.

Sabe que a noite encerra
vidas inconcebíveis
todos os dias?

Nós nunca sabemos
de onde partem tantos.
Eu não aposto. Creio

que cada qual deve perder
(no vir a ser) ao menos
dois (ou mais) de si.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s