Ninguém quer

Ao homem foi dado o pior:
amar ao humano.

Inútil pensar em escolher
(isso também foi vedado),

como em amar às terças-feiras
somente depois de marcado

o encontro do céu e do inferno,
mas em território mundano.

O que significa entre a dor e
as piores misérias.

O que significa ocorrer
também sem amor

necessariamente.
Amar é perda de tempo e,

perder-se do tempo,
desfavoravelmente,

ninguém quer.

2

Mas amar ao humano
não é mal necessário

(e nem necessário não é):
vive-se bem sem amar.

Senão de que forma
sobreviver aos enganos?

Senão de que forma
amaria fulano

a beltrano ou
a outro qualquer?

Dessa forma, ao homem
foi dado o pior:

antes amar a si mesmo –
no que seria leviano.

Cortar e inocular na carne,
por gosto, o veneno,

ninguém quer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s